Conecte-se!
Facebook Feed MSN Group Twitter
Últimos assuntos
» Desistiram?
Sab Out 06, 2012 7:01 am por Convidado

» Capítulo 67 e Todos outros
Seg Jun 18, 2012 10:22 am por Tatsuya

» Capítulo 66 [+18]
Qui Jun 14, 2012 9:25 am por Tatsuya

» Capítulo 65 [+18]
Ter Jun 12, 2012 7:01 pm por Day-chan

» Capítulo 64 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:37 pm por Day-chan

» Capítulo 61 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:27 pm por Day-chan

» Capítulo 63 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:27 pm por Day-chan

» Capítulo 62 [+18]
Seg Jun 04, 2012 7:08 am por Tatsuya

» Capítulo 59 [+18]
Sab Jun 02, 2012 8:23 pm por Day-chan

» o Button do Fórum
Qui Maio 31, 2012 7:06 am por Tatsuya

Votação

Capítulo 3 [+18]

Ir em baixo

Capítulo 3 [+18]

Mensagem por Tatsuya em Seg Jan 09, 2012 5:57 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Amy se perdia entre o tesão que sentia ao testemunhar aquela cena e o mar de interrogações sobre si mesma, com aquela reação.

Nunca vira antes duas mulheres se beijando, talvez fosse só susto... Mas não era. Por mais ridícula que a situação parecesse, ela não conseguia tirar os olhos clandestinos daquele esconderijo, na noite que esfriava rapidamente com o cessar da chuva.

Ela continuou observando Esther empurrar a cabeça da menor, fazendo-a ajoelhar-se entre suas pernas, abrindo e descendo seu short preso apenas por um cadarço.

A expressão de prazer nos belos traços da morena provocava uma amontoado de emoções inéditas no corpo de Amy, que excitava-se vendo o gozo se formar no sorriso perverso de Esther, que empurrava com força a cabeça da loirinha magrela em direção ao seu sexo.

A novata saiu dali sentindo as pernas tremerem, mais que isso elas vibravam, o que seria isso? A vibração não vinha de sua excitação, mas do celular de John, surrupiado e escondido por Amy dentro de seu jeans, o visor mostrava: Jenny.

Logicamente a loirinha não atendeu, seguiu para o seu quarto ainda com o som dos gemidos de Esther gravados em sua mente. Surpreendeu-se que uma mulher tão feminina fosse lésbica, sua idéia de mulheres homossexuais eram bem restrita.

Mas naquela noite, mesmo contra a vontade, Amy pensou naquela face de gozo intenso de Esther quando tomou seu banho. Pela primeira vez, ousou tocar-se pensando em alguém e justamente em uma mulher e pra piorar sua situação, a mulher que se tornara alvo de sua antipatia e raiva.

A noite fora tomada pelos mesmos pensamentos, em sua cama. Amy sentia seu corpo esquentar quando lembrava da cena, aquela sensação era inexplicável. Agora ela se punia, se martirizava por não conseguir afastar da sua mente o que testemunhara.

“O que é isso Amy Anderson? O que está passando pela sua cabeça sua estúpida? Eram duas mulheres! A arrogante da Esther, justo ela!”

Por mais que racionalmente Amy odiasse rememorar aquela imagem, essa foi a última antes que adormecesse.

Sentiu Esther puxar seu corpo, para cima do seu, e o despir com urgência, explorando cada minúcia de sua pele ardente, saboreando o suor que se misturava com seu líquido quente inundando sua cavidade, cravou suas unhas nas costas suadas e ardentes, daquela pele morena, quando Esther penetrou seus dedos, sorrindo com aqueles lábios carnudos envolventes... ”Vai, vai Esther, me faz sua, me faz gozar...”.

-Amy????

Amy foi arrancada do seu sonho erótico por sua companheira de quarto, completamente assustada pelo estado da loirinha, suada, com face ruborizada, e um sorriso de prazer nos lábios, balbuciando alguma coisa que ela não soube decifrar, mas o nome Esther ficou claro...

- Amy com o que você estava sonhando?
-Sonhando? – Amy perguntou enquanto se refazia, buscando tempo para criar uma desculpa.

-…, você estava se remexendo toda aí, suando, pensei que estivesse passando mal, me preocupei...

-Ah Lisa... Sonhei que eu dava uns tapas naquela petulante da Esther, o sonho era uma briga com ela... – Amy sequer olhou pra companheira de quarto enquanto soltava essa mentira deslavada...

-Briga? Então até no sonho você saiu perdendo na briga com a Esther...

Lisa saiu do quarto deixando Amy com a dúvida se tinha a convencido ou não, mas já não importava, o que a incomodava era a imagem de Esther, e agora as sensações do seu sonho erótico com ela que não a deixavam em paz. Acordou com sua calcinha molhada, quase chegou a sentir tamanho era seu desejo, a boca de Esther na sua, definitivamente a morena roubara as atenções da novata.

Era quinta, restava apenas um dia para terminar o plano para seduzir John, tinha em seu poder o celular do rapaz, que resolvera deixar desligado depois de inúmeras ligações de uma tal Jen, devia ser a tal presidente da Beta-Lo, sua namorada.

Seguiu para o refeitório depois de uma escolha perfeita para o seu plano de sedução, não podia ser vulgar, nem sensual descaradamente, optou então por um vestido de alça em tom claro, mas de frente única, à frente um decote discreto, escondia o que devia para atiçar a cobiça dos rapazes que ela atravessou pelo caminho... Não se tratava só de sua roupa, Amy desfilava uma atitude tímida, mas cheia de sensualidade, a própria Lisa comentou:

- Parece que seu sonho te fez muito bem...

- Ah, não enche, Lisa...

Lisa sorriu vendo que Amy ficara envergonhada com seu comentário.

Mantinha os cabelos molhados, ao sentar-se na mesa com sua bandeja, notou a presença de John em uma mesa próxima, acompanhado de uma jovem do tipo líder de torcida, cabelos loiros longos escovados, roupas em tom de rosa, com um ar de superioridade irritante, deduziu que seria a tal Jen. A novata então encheu-se de charme, envolveu seus cabelos em um coque, deixando sua nuca desnuda, com alguns fios soltos apenas.

Amy encarava com discrição John, que retribuía o gesto com mais descaramento, percebeu aí que seu alvo estava onde ela queria, em suas mãos...

Sem que ninguém mais notasse, exibiu para John seu celular, em seguida o guardou novamente dentro de sua bolsa de lápis, o próximo encontro com o jogador, estaria encaminhado.

Distraída com seu jogo de sedução, Amy não notou a chegada de Esther, acompanhada de Rachel e Laurel. A morena parou os olhares de todos no refeitório, exibindo a perfeição de suas curvas num jeans justo de cintura muito baixa, revelando sua tatuagem, uma flor de lótus no cóccix, um moletom curto, com uma camiseta deixando sua barriga impecavelmente exposta aos olhares de cobiça de homens e mulheres naquele lugar.

Lisa, ao ver a entrada triunfante da presidente da Gama-Tau, não conteve o comentário cheio de malícia:

-Olha ai a personagem dos seus sonhos, Amy...

Como um reflexo, Amy voltou seu corpo em direção ao olhar de Lisa, não sabia que Esther estava tão próxima, seus olhos ficaram na altura do umbigo da morena que estava logo atrás dela.

Imediatamente Amy sentiu seu coração galopar no peito, uma gota de suor surgiu pela sua nuca descendo pelo trajeto de sua coluna, foi um fração de segundos, que pareceu se dá em câmera lenta, até Amy levantar seus olhos e encontrar os olhos castanhos amendoados de Esther, que lhe olhava com desdém.

- Perdeu alguma coisa aí, novata?

Amy retomou sua postura com a aspereza das palavras de Esther, cumprimentou Laurel com um sorriso sincero e deu as costas às suas supostas futuras irmãs de fraternidade, que andaram em direção a fila para servir-se do café da manhã.

A loirinha não conseguiu evitar de fixar os olhos no traseiro de Esther, imaginando o movimento deles no seu sonho, nem tampouco deixava de associar aquela face latina com a imagem de gozo que ela testemunhara no barraco de madeira na noite anterior.

Notou a loira magrela parar à frente de Esther, e a reconheceu. Era a mesma que estava entre as pernas na morena... Viu Esther dispensar a menina rapidamente, não lhe dando a menor atenção, era a arrogância em pessoa.


Foi tirada de seu estado de contemplação com um empurrão nas costas, algum menino se desequilibrou caindo por cima da mesa que Amy estava sentada, o pequeno incidente fora provocado por John, que aproveitou a movimentação para colocar nas mãos de Amy um guardanapo no qual estava escrito:

“Encontre-me no mesmo galpão em vinte minutos”

Era hora de outra etapa da tarefa de recrutamento. Saiu do refeitório sozinha, para irritação de Lisa, que contava com a companheira para procurarem juntas as salas das suas respectivas aulas naquele dia. Mas na primeira semana de aula, ninguém comparecia mesmo, era época de recrutamento das fraternidades e depois a sequência de festas de cada uma.

Amy passou lentamente pela mesa onde Esther, Rachel e Laurel estavam sentadas, encarou fixamente a morena, mas o olhar penetrante de Esther a fez perder sua coragem, baixou os olhos e apressou os passos em direção ao galpão.

Não teve pressa em chegar, queria aumentar a ansiedade do jogador, chegando ao local marcado, John já a aguardava, com um previsível sorriso nos lábios, ansioso -como homens são previsíveis - pensou sozinha... O rapaz aproximou-se de sua boca, Amy virou o rosto e se afastou dele.

- Não parei de pensar em você desde ontem, gatinha...

- Foi? Por quê? – fingiu ar inocente.

- Por que você me deixou maluco de tesão ontem...

- Não fiz nada demais, John...

-Você sabe que fez... E quer mais não é? Se não, por que roubou meu celular?

- Não roubei nada... Encontrei-o caído na saída do galpão, fui gentil em guardá-lo.

O rapaz ficou atordoado, não tinha mesmo certeza em que momento sentiu falta do aparelho, mas estava completamente envolvido no clima sedutor de Amy que continuava a mexer nos cabelos no intuito de prender as mechas que caíam na sua face. Puxou de sua bolsa de lápis o celular e estendeu-o para o rapaz, que a despia com os olhos.

- Toma, uma tal de Jen ligou várias vezes, achei melhor desligar...

John aproximou-se e puxou Amy pela mão pra mais perto dele, seus braços fortes tornaram a junção de seus corpos inevitável por mais que a loirinha tentasse se desvencilhar, afinal não era momento de se entregar, mas tinha que provocá-lo.

- Quem é ela? Jen?

- Minha namorada, por quê? Incomoda-se?

-Quem deveria incomodar-se era ela, não eu, não estou fazendo nada... Ao contrário do namorado dela...

Amy retirava as mãos de John que insistiam em passear por suas pernas e colo, mas mantinha o tom provocativo, roçando a pele de seu rosto na boca suplicante do rapaz, que a essa altura já estava excitado mais uma vez.

Suspendeu Amy pelas pernas e a encostou contra a parede, roubando-lhe um beijo ardente, não houve como a loirinha fugir disso, mas precisava sair daquela situação, se planejava levá-lo ao encontro da Gama-Tau no dia seguinte, cumprindo assim a tarefa do recrutamento.

Mordeu com força os lábios do rapaz que em um impulso de dor se afastou:

- Tá maluca, gatinha?

- Desculpe-me mas só assim pra você me largar... – sorriu mordendo os lábios.

- Você quer mesmo que eu te largue? Olha aqui – apontou para seu membro ereto. – Olha como você me deixa... Vai me deixar na mão de novo?

- Procure sua namorada, eu tenho que assistir aula.

- Faz isso não, gatinha...

John tentou se aproximar de novo, mas Amy se esquivou.

- Aqui não é lugar para isso, a qualquer momento pode aparecer alguém... Você não ia querer que sua namorada descobrisse, não é?

- Onde seria o lugar então?

Amy abriu sua bolsa de lápis novamente, pegou um post-it e escreveu algo, entregou ao rapaz enquanto beijava com a boca aberta os lábios dele, passando sua língua pelo queixo e lábios do rapaz:

- Encontre-me amanhã nessa hora e nesse lugar, lá você fará o que quiser comigo e esse seu amiguinho também – Amy disse a última frase deslizando a mão entre as pernas de John , com uma cara maliciosa.

Retirou-se do galpão lentamente, deixando o rapaz quase que babando, literalmente. Estava vitoriosa, seu ingresso na Gama-Tau estava assegurado e Esther teria que engolir sua empáfia e aceitá-la como membro da fraternidade.

Mais tarde, na rua das fraternidades, Amy encontrou Laurel, como sempre a cumprimentou divertida:

- E aí loirinha, tudo certo pra amanhã?

- Mais que certo, seremos irmãs em breve...

- Tem gente que não vai acreditar nisso...

- Eu sei, e vou me deliciar vendo-a quebrar a cara. Afinal o que ela tem contra mim?

- Esther diz que sua energia não bate com a dela, vai saber né? Ela tem um avô meio bruxo, acredita nessas coisas...

- Bruxo? – a loirinha perguntou assustada.

- …, mas não se preocupe, ele é do bem... – Laurel riu da expressão de Amy.

De volta ao alojamento, Amy não conseguia prestar atenção no que Lisa dizia, sua companheira de quarto falava pelos cotovelos, morar na casa da Gama-Tau seria um alívio para seus ouvidos, apesar de simpatizar com a colega.


Melissa Monteiro


Última edição por Tatsuya em Ter Jan 10, 2012 7:13 am, editado 2 vez(es)
avatar
Tatsuya
Admin
Admin

Mensagens : 888
Data de inscrição : 29/06/2011
Idade : 30
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3 [+18]

Mensagem por Day-chan em Seg Jan 09, 2012 12:59 pm

Quente... Muito interessante!
A personagem é atrevida e surpreendente!
Aprovado!
avatar
Day-chan
Staff Kouhai
Staff Kouhai

Mensagens : 184
Data de inscrição : 07/07/2011
Idade : 30
Localização : Sonhando com chocolates

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3 [+18]

Mensagem por Tatsuya em Seg Jan 09, 2012 1:11 pm

KKKKKKKKK valeww
avatar
Tatsuya
Admin
Admin

Mensagens : 888
Data de inscrição : 29/06/2011
Idade : 30
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3 [+18]

Mensagem por Day-chan em Ter Jan 10, 2012 7:27 pm

à espera de mais capítulos!!! - Voltando a puxar a barra da saia da Loira- Hahahahah
avatar
Day-chan
Staff Kouhai
Staff Kouhai

Mensagens : 184
Data de inscrição : 07/07/2011
Idade : 30
Localização : Sonhando com chocolates

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3 [+18]

Mensagem por Yuu-chan em Dom Abr 29, 2012 2:36 pm

A Amy a cada capitulo surpreende-me mais xD
mas ela foi bem inteligente, com a tática dela lol
e ela conseguiu levar o John pra onde ela quer
avatar
Yuu-chan
Curioso
Curioso

Mensagens : 13
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 21
Localização : Le fim do mundo -q

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 3 [+18]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum