Conecte-se!
Facebook Feed MSN Group Twitter
Últimos assuntos
» Desistiram?
Sab Out 06, 2012 7:01 am por Convidado

» Capítulo 67 e Todos outros
Seg Jun 18, 2012 10:22 am por Tatsuya

» Capítulo 66 [+18]
Qui Jun 14, 2012 9:25 am por Tatsuya

» Capítulo 65 [+18]
Ter Jun 12, 2012 7:01 pm por Day-chan

» Capítulo 64 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:37 pm por Day-chan

» Capítulo 61 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:27 pm por Day-chan

» Capítulo 63 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:27 pm por Day-chan

» Capítulo 62 [+18]
Seg Jun 04, 2012 7:08 am por Tatsuya

» Capítulo 59 [+18]
Sab Jun 02, 2012 8:23 pm por Day-chan

» o Button do Fórum
Qui Maio 31, 2012 7:06 am por Tatsuya

Votação

Capítulo 29 [+18]

Ir em baixo

Capítulo 29 [+18]

Mensagem por deb-chan em Sex Mar 09, 2012 12:09 pm

Dentro da mansão, Laurel vendou os olhos de Amy, e Esther a conduziu pela mão até o quintal. Caía a noite, deixando o cenário perfeito para a realização do ritual de aniversário da escolhida. Apenas algumas luzes permaneceram ligadas, as Gama-Tau formaram um círculo em volta de Amy e Esther.

A presidente da Gama-Tau sentou a loirinha em um banco alto, retirou suas sandálias, enquanto uma veterana trazia uma jarra transparente com um óleo perfumado.

Esther derramou o óleo nos pés de Amy, massageando lentamente entre os dedos, subiu com as mãos pelas pernas da loirinha, deslizando com requintes de sensualidade por entre as pernas de Amy, levantando-a do banco, continuando a passear com suas mãos embebidas no mesmo óleo pelos braços e ombros da escolhida.

Para as Gama-Tau, aquele óleo representava uma unção, um símbolo dos bons desejos que todas as irmãs da fraternidade desejavam à aniversariante.

As irmãs continuavam em círculo, acreditavam que assim as boas energias estavam sendo projetadas por todas. Enquanto Amy permanecia de olhos vendados, outra veterana passeava com ela pelo círculo, parando em frente a cada uma das Gama-Tau, que soprava na boca da aniversariante um trago de uma fumaça, resultante de uma infusão de ervas, e depois proferiam palavras, que segundo o ritual, atrairia bons fluidos, como os elementos da natureza e os dons do ser humano, como: bondade, amor, esperança, alegria, paz, prosperidade.

Depois do percurso pelo círculo, Amy foi entregue mais uma vez nas mãos da presidente da Gama-Tau, que tragou profundamente a fumaça, soprou delicadamente na boca da loirinha e disse: LUZ.

As luzes se acenderam, Esther tirou a venda dos olhos de Amy, e sorriu para ela, e falou:

-- Que nunca falte luz aos seus olhos para que você sempre enxergue os dons que estão na sua vida, e saiba onde eles precisam ser usados. Que a luz dos seus olhos reflita o que você tem de mais puro no seu coração e que este tenha sempre lugar para a fraternidade que está formando uma grande mulher.

Ditas essas palavras, Esther sorriu de forma apaixonada para sua escolhida, que a essa altura já apresentava seus olhos verdes iluminados e marejados, retribuiu o sorriso. Esther, apenas com uma piscadela, autorizou Nicole, a DJ da noite, a liberar o som. A veterana não tardou em seguir a ordem da presidente, e a festa começou ao som de Lady Gaga – Just Dance.

Uma pequena pista de dança foi improvisada, mas o atrativo dela ainda estava por surgir... A piscina estava coberta de balões de cor metálica, e mais ao fundo, um ofurô de madeira foi colocado, tudo muito caprichado, para o encantamento de Amy que aceitou sem pestanejar a bebida que Ellen veio lhe servir, virando o copo de uma única vez para a surpresa de Esther, que cochichava algo com Lauren, e logo se aproximou de sua escolhida:

-- Eeeei... Calma aí, loirinha, o mundo não vai se acabar hoje e tem muita festa pela frente... Se você beber assim, não vai aproveitar sua própria festa! Especialmente porque você nem sabe o que a Ellen colocou aqui nessa bebida, não é, Ellen?

Ellen fez cara de poucos amigos ao ouvir a observação implícita da morena e replicou:

-- São drinks típicos de nossas festas, Esther, por que você mesma não prova?

-- Claro que vou provar, e saberei se existe algum ingrediente secreto na bebida de minha escolhida...

Esther encarou Ellen sem se intimidar com as faíscas que saiam dos olhos da moça, até Amy interferir:

-- Minha linda, sem estresse... Faço o que você quiser nessa noite... Bebo o que você quiser também, obrigada Ellen, me dá mais?

Fez bico de criança mimada entregando o copo nas mãos de Ellen, em seguida, beijou Esther vorazmente, sem reservas, pela primeira vez diante de todas as irmãs, de tal maneira que a morena não teve outra opção, que não fosse retribuir aquele beijo.

Obviamente os olhares de todas se voltaram para o casal, que parecia não enxergar mais ninguém. Seguiram trocando beijos na pista de dança e ali dançaram juntas, roçando seus corpos. Esther movimentava suas curvas sensualmente, enquanto abraçava Amy por trás, cheirava sua nuca e pescoço, às vezes mordia, por outras lambia, mas cobriu a aniversariante de carícias calientes. Tal atitude dava à loirinha uma expressão de felicidade e prazer óbvia.

A entrega do novo casal parecia inspirar as demais, à medida que a festa avançava, e as bebidas regavam a animação, a desinibição como esperada em todas as festas íntimas da Gama-Tau tomou de conta da pista de dança, do ofurô... Os flertes deram lugar a amassos escandalosos, beijos triplos, peças de roupas sendo perdidas pelo jardim... E aí era chegada a hora de encher a pista de dança de espuma e sabão.

O festival de escorregões, com as meninas agarradas uma nas outras, sugeriam luta livre de mulheres, com uma pitada generosa de sensualidade, uma vez que as roupas molhadas, além de evidenciarem as curvas das meninas quentes de Prescott, precipitavam uma transparência semelhante à nudez. Algumas mal conseguiam ficar de pé por 10 segundos, não só porque sempre tinha alguma outra menina para derrubar, mas porque a maioria já estava suficientemente alcoolizada.

Amy ao ver a farra que estava instalada, tirou os saltos e saiu puxando Esther pela mão, escorregaram pela pista, e rolaram juntas pela espuma. Toda a produção da aniversariante foi por “espuma a baixo”, a morena soltou os cabelos da moça, e ali na pista trocaram beijos e mordiscadas nos lábios, em meio a sorrisos e gargalhadas. Envolveram as demais meninas que estavam rolando como elas na pista, criando um clima de descontração absoluta.

As outras meninas que participavam apenas com platéia tiveram que se juntar às demais que estavam na pista. Amy, Esther, Laurel e Rachel, saíram de lá e foram puxando uma a uma para o festival de cai, cai no sabão. Até a própria DJ Nicole largou a mesa de som e se entregou à farra, arrastando todas para um pulo coletivo na piscina, que a essa altura tinha poucas bolas decorando-a.

Algumas das meninas que já foram alvo da pegação de Esther olhavam demonstrando inveja de Amy. A presidente da Gama-Tau expressava um sentimento inédito, isso alegrava particularmente Rachel, que torcia pela amiga abandonar de vez os planos de vingança contra Sandra Anderson, usando Amy para isso.

Na piscina a pegação continuou, até troca de casais aconteceu, as novatas especialmente eram as mais empolgadas. As veteranas se aproveitaram do estado alcoólico das meninas e em grupo promoviam um círculo de beijos no qual as novatas beijavam várias veteranas, entretanto, a novata que agradasse mais uma delas, esta, fazia um sinal para que as demais a tirasse do círculo, simbolizando que aquela novata fora eleita por ela para ser sua naquela noite.

Amy já trocava as palavras, e totalmente desinibida, foi tirando seu vestido, ficando na piscina apenas de lingerie, deixando Esther enlouquecida de desejo. Aos poucos, as outras meninas foram seguindo o exemplo da aniversariante, em poucos minutos, a festa se transformou num desfile de peças íntimas. A própria presidente teve seu vestido retirado pela sua escolhida, e ali mesmo na piscina, deixaram o desejo falar mais alto, se entregaram em beijos quentes que despertavam gemidos...

Ellen sorria maliciosa, se deliciando por ver Amy naqueles trajes, imaginando como seria tocar aquele corpo perfeito. Cheia de tesão por essa visão, puxou uma das veteranas, a encostou contra a parede da bica e a possuiu ali mesmo, sem reservas. No seu pensamento era Amy que ela estava penetrando. Sem dúvida, a bebida que ela mesma preparou, contribuía para acessos de alucinações que estavam guardadas no íntimo de cada menina, inclusive dela mesma...

Esse tipo de bebida era comum nas festas íntimas da Gama-Tau, eram receitas secretas próprias dos rituais dessa fraternidade. Tal fato dava às festas da Gama-Tau um diferencial na animação.

Esther saiu com Amy da piscina, levando-a para o ofurô. Nesse momento, as outras três meninas que o ocupavam saíram para dar espaço ao casal. Ali, Amy encaixou-se entre as pernas de Esther, ficando por cima dela, lambendo o pescoço da morena que descia com sua mão por dentro do lingerie da loirinha. Primeiro massageando seus seios firmes eriçados, até sentir o arrepio do corpo da aniversariante, que se sentou com as pernas abertas no colo da morena deixando seu corpo até a altura do pescoço submerso na água, dando passagem para Esther penetrá-la lentamente em movimentos vagarosos, mais fortes.

A noite ainda prometia para as meninas quentes de Prescott. E nela aconteceu de tudo, especialmente porque as veteranas sabiam que muito pouco ia ser lembrado por elas após o efeito da bebida passar...

Os quartos da mansão foram cenários de ménage a trois, de trocas de casais, de sexo bizarro, ou de simplesmente encontros mais românticos, como no caso de Amy e Esther, que depois de experimentarem o gozo no ofurô, subiram para o quarto de Esther, a morena ainda precisava entregar o presente da aniversariante.
avatar
deb-chan
CupCake Kohai
CupCake Kohai

Mensagens : 406
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 27
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum