Conecte-se!
Facebook Feed MSN Group Twitter
Últimos assuntos
» Desistiram?
Sab Out 06, 2012 7:01 am por Convidado

» Capítulo 67 e Todos outros
Seg Jun 18, 2012 10:22 am por Tatsuya

» Capítulo 66 [+18]
Qui Jun 14, 2012 9:25 am por Tatsuya

» Capítulo 65 [+18]
Ter Jun 12, 2012 7:01 pm por Day-chan

» Capítulo 64 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:37 pm por Day-chan

» Capítulo 61 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:27 pm por Day-chan

» Capítulo 63 [+18]
Dom Jun 10, 2012 3:27 pm por Day-chan

» Capítulo 62 [+18]
Seg Jun 04, 2012 7:08 am por Tatsuya

» Capítulo 59 [+18]
Sab Jun 02, 2012 8:23 pm por Day-chan

» o Button do Fórum
Qui Maio 31, 2012 7:06 am por Tatsuya

Votação

Capítulo 28 [+18]

Ir em baixo

Capítulo 28 [+18]

Mensagem por Tatsuya em Qua Mar 07, 2012 5:54 am

Depois do banho e devidamente pronta para sua festa, vestida num micro vestido frente única, de alças, com um decote generoso, Amy prendeu seus cabelos deixando apenas algumas mechas caírem sob sobre seu rosto. Calçou uma sandália de salto agulha, caprichou na maquiagem, estava de saída do seu quarto, quando ouviu batidas na porta. Ao abrir, deu de cara com Ellen, igualmente bem vestida, que paralisou na diante da beleza da aniversariante.

-- Uau! -- exclamou Ellen, com a pouca voz que seu estado permitiu que tivesse.

-- Oi, Ellen... -- disse Amy, sem graça.

-- Desculpa, é que sua mãe está um pouco impaciente lá em baixo, disse que viria te apressar.

-- Imagino mesmo a impaciência dela... Obrigada, Ellen, já estou descendo.

Ellen deu mais uma olhada dos pés a cabeça da loirinha, com os olhos cheios de desejo, e saiu dali deixando Amy com a sensação de ter sido despida somente com o olhar da moça.

Em poucos minutos desceu, e os olhares de cobiça para a aniversariante não eram só os de Ellen. As demais irmãs da fraternidade, que estavam no térreo da casa, também manifestavam desejo.

É certo que, os olhares de algumas estavam mais para inveja e despeita, mas sem dúvida, Amy era o centro das atenções, não só pela roupa deslumbrante que exibia, mas pelo brilho dos seus olhos, pela energia de felicidade que deixava evidente.

Sandra foi a primeira a se aproximar da aniversariante, como se quisesse proteger a filha dos olhares de tara das irmãs de fraternidade:

-- Você está linda, filha; vamos?

-- Desculpa, mãe... Mas... Não posso sair hoje com a senhora...

-- Como é que é?

-- Escuta, mãe... A senhora vai pro hotel, amanhã cedo vou pra lá e passamos o dia juntas, mas hoje tenho um compromisso inadiável com minha fraternidade.

-- Você só pode estar brincando, Amy! Vim de New York passar seu aniversário com você, e chegando aqui, me envergonha, me decepciona, fez eu me sujeitar entrar nessa casa, esperar você se arrumar, cercada por essas meninas, e agora me manda ir embora? Quem você pensa que é, mocinha?

A discussão entre mãe e filha exaltou os ânimos, tanto que nem perceberam Esther descendo as escadas, em um vestido igualmente curto e colado, evidenciando suas curvas perfeitas, botas cano longo, indiscutivelmente, linda.

Ao ouvir a discussão, Esther viu a oportunidade de dar início ao seu plano de vingança, demonstrando para Sandra que ela tinha poder sob Amy, e assim provocar ainda mais a fúria da Sra. Anderson.

Amy tentava acalmar a mãe em vão. Sandra estava possessa, as veias do pescoço sobressaltavam, avançou em direção a filha segurando pelo braço, ordenando:

-- Não me desafie, Amy Anderson! Você vai comigo agora, sem discutir!

Essa foi a deixa da presidente da Gama-Tau, que descendo as escadas calmamente, colocou-se ao lado de Amy, segurando a mão da loirinha, a essa altura, gelada e trêmula, e se dirigiu a Sandra, com altivez:

-- Não Sra. Anderson, a Amy tem um compromisso com a nossa fraternidade. É o primeiro aniversário que ela passa conosco, e isso exige um ritual. A senhora vai fazer exatamente o que sua filha sugeriu. Tenha uma boa noite, foi um prazer conhecê-la, esse é o sentimento de todas as Gama-Tau... Sophie, por favor, acompanhe a Sra. Anderson até a porta.

Se Sandra Anderson fosse um personagem de desenho animado, nesse momento sairia fumaça pelos seus ouvidos e nariz, e raios pelos olhos, destinados a Esther. Seu rosto e colo alvo assumiram uma cor vermelha, soltou o braço da filha, e disse a Amy:

-- Amanhã temos muito que conversar...

Sandra saiu da mansão Gama-Tau batendo forte a porta, Rachel tratou de dispersar as meninas que estavam com as atenções fixadas na discussão de mãe e filha. No meio da confusão, Ellen saiu da casa para alcançar a mulher.

-- Sra. Anderson! Espere um pouco, por favor.

Contragosto, Sandra parou seus passos rápidos em direção a um carro de luxo no qual um motorista a aguardava, e falou mal-humorada:

-- Mocinha, estou com pressa, e sem a menor disposição de demonstrar polidez...

-- Calma Sra. Anderson... Só quero ajudar.

-- Ajudar? Como você pode me ajudar?

-- Notei que a senhora não ficou satisfeita com a intromissão de Esther na vida de Amy...

-- Claro que não! Mas isso não vai ficar assim!

-- Então... Eu também acho que esse poder da Esther na vida das meninas da Gama-Tau tem que ter um limite... Como temos esse pensamento em comum, poderíamos unir forças, e comigo aqui perto de Amy, poderia facilitar as coisas para a senhora. Em troca, ensinamos uma lição a Esther. Há muito tempo desejo isso...

-- Interessante seu pensamento... Mas como posso confiar em você? Você trairia sua fraternidade?

-- Só tenho mais um ano aqui na universidade, seria perfeito se meu último ano fosse como presidente da Gama-Tau, mas para que isso aconteça... Preciso tirar Esther do cargo... Acredito que unindo nossos objetivos, isso ficará mais fácil...

-- Gosto de gente ambiciosa... Me procure no Hotel Village, amanhã as 17h, conversaremos melhor.
avatar
Tatsuya
Admin
Admin

Mensagens : 888
Data de inscrição : 29/06/2011
Idade : 30
Localização : Curitiba-PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum